Busca

Carregando...

Projeto Poesia às segundas-feiras


RAMON JIMENEZ, Juan; BANDEIRA, Manuel (trad.) Jogo. IN: BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2008. p.418

                    O dia e Robert Browning

O vermelhão  no choupo
- E que mais?

O choupo no céu azul
- E que mais?

O céu azul dentro d'água
- E que mais?

A água na folhinha nova
- E que mais?

A folha nova na rosa
- E que mais?

A rosa em meu coração
- E que mais?

E o meu coração no teu!

Projeto Poesia às segundas-feiras

PROJETO BIBLIOTECA INDICA: LIVROS DE ARIANO SUASSUNA (1927-2014)


SUASSUNA, Ariano. História d'O rei degolado nas caatingas do sertão ao sol da onça Caetana. Rio de Janeiro, José Olympio, 1977. 135p.
Localização física: F S933h
Este livro mostra a luta que o cronista-memorialista Dom Pedro Dinis Quaderna sustenta com os seus julgadores, corporificados na pessoa do Juiz Corregedor. O protagonista pressente que paira sobre sua cabeça uma sentença lavrada antecipadamente pelos que se acreditam entrincheirados no sólido chão da história.


SUASSUNA, Ariano. Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta. 10a.ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2007. 754p.
Localização física: F S933r
Trata-se de um romance-memorial-poema-folhetim, que ocorre na Paraíba alucinada e lancinante onde estandartes tremulando ao sol são envolvidos por um redemunho espesso de neblina e sombras. Existe fogo e sangue no centro deste mistério e os personagens se debatem entre a Visão e o Erro, dilacerados entre a tragédia passada e a redenção futura.


SUASSUNA, Ariano; LIMA, Romero de Andrade (Ilust.). Auto da compadecida. 35a.ed., Rio de Janeiro, Agir, 2005. 186p.
Localização física: 82-2 S933a
Esta peça teatral procura recuperar e reproduzir mecanismos narrativos da comédia medieval e renascentista da Europa e da comédia popular do Nordeste brasileiro. João Grilo e Chicó reproduzem a tradição circense de mostrar um palhaço espertalhão, cheio de recursos, e outro palhaço ingênuo, meio covarde, que se deixa influenciar pelo outro e às vezes acaba atrapalhando-o.


SUASSUNA, Ariano. O casamento suspeitoso. 3a.ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2003. 125p.
Localização física: 82-2 S933c
Esta peça, uma comédia de costumes nordestina, trata dos noivos Geraldo e Lúcia.
Lúcia quer se casar com Geraldo por interesse, quer dar o "golpe do baú", mas dona Guida, mãe dele, desconfiada das motivações da noiva, tenta impedir a realização do casamento.



SUASSUNA, Ariano. Uma mulher vestida de sol. Rio de Janeiro, José Olympio, 2003. 194p.
Localização física: 82-2 S933m
Esta peça caracteriza-se por ser, historicamente, a primeira grande tragédia produzida no Nordeste. A história é simples: um coronel, enciumado do amor da filha por José de Souza Leão, mata-o, sendo por sua vez morto pelo pai do herói.


SUASSUNA, Ariano. O santo e a porca. 4a.ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2003. 153p.
Localização física: 82-2 S933s
Esta peça apresenta a traição que a vida, de uma forma dou de outra, termina fazendo a todos. É dessa traição que Euricão Arábe subitamente se apercebe, é esta visão perturbadora e terrível que lhe aponta os homens como escravos - como escravos fundamentais e não só do ponto de vista social, isto é, como eles próprios se veriam a cada instante, não fossem as preocupações, a cegueira, as distrações e os divertimentos, a covardia, tudo enfim que os ajuda a "ir levando a vida" enquanto a morte não chega.


SUASSUNA, Ariano. A pena e a lei. 4a.ed. Rio de Janeiro, Agir, 1998. 207p. (Teatro moderno)
Localização física: 82-2 S933p
Esta peça teatral faz uma relação entre a vida e a morte, o certo e o errado, o real e o irreal.
É dividida em três atos, cada um com um enredo diferente: no primeiro Benedito é apaixonado por Marieta, que é cobiçada por dois valentões da cidade. No segundo ato, um dos novilhos de Vicentão é roubado e ele quer incriminar Mateus. No último ato Cheiroso faz o papel de Cristo, que, quando apaga e acende uma luz faz uma pessoa morrer.


SUASSUNA, Ariano; SANTIAGO, Silviano (Org.) Seleta em prosa e verso. 3a.ed. Rio de Janeiro, José Olympio, 2010.284p. (Brasil moço)
Localização física: 82SUASSUNA S933s
Esta coletânea faz parte da coleção Brasil moço, que traz amostras da obra de um escritor consagrado, com comentários sobre os trechos selecionados. Neste livro estão reunidos peças, poemas, prosa e um depoimento do autor.

MEDIAÇÃO DE LEITURA: LER, ENTRE LINHAS...

Clique na imagem
Oficina com Andréa Nogueira

Orientação técnica – teoria e prática – para instrumentalizar o mediador de leitura com a contação de histórias a desempenhar com propriedade sua tarefa de incentivar e aguçar o gosto pela leitura com criatividade.

Objetivo

Incentivar a leitura, o compartilhar de histórias, utilizando-se dos recursos contidos na “maleta encantada” (livros, tecidos, jogos, etc.), proporcionando o exercício da criatividade, comunicação e integração do grupo familiarizando-os na atividade da contação de histórias, da narrativa lúdica, da expressão corporal e uso da voz.

Conteúdo programático

- Livros infantojuvenis, objetos cênicos de acordo com as histórias escolhidas, jogos de cartas e tabuleiro.

- Exposição do critério de escolha dos livros e dos recursos para sua apresentação, como calendário escolar, acontecimentos de impacto, momentos de reflexão, motes de conversa, etc., bem como dos recursos cênicos, de interpretação, impostação de vos, jogos e brincadeiras para a narrativa escolhida.

Metodologia

Parte expositiva com “diálogo” com o público na construção da narrativa e/ou nas atividades cênicas (utilização dos objetos, relação deles com as histórias, jogos e brincadeiras). Estudo e detalhamento das histórias e suas aplicações com a construção pelo grupo.

Projeto Poesia às segundas-feiras


QUINTANA, Mário. Mobral. IN: Nova antologia poética. São Paulo, Globo, p.70 

Só nos muros das velhas cidades
Desenham-se hieróglifos.
Só nas paredes de quartos solitários,
Mais do que no festim de Baltazar,
Aparecem mensagens.
Dizes que é da umidade? Deixa de positivismo!
A umidade é um meio de escrita como outro qualquer.
Tu, que apenas conhece as 23 ou 25 letras do alfabeto,
Não sejas tão lógio... Escuta a leitura do poeta!

Leituras Dramáticas

As Leituras acontecem toda última terça-feira do mês, sempre com grupos e textos diferentes. Após a leitura haverá um debate entre os artistas e o público. Curadoria do projeto: Sandro Coimbra. Informações: 2087-4177. 

Biblioteca Monteiro Lobato, Auditório Pedro Dias Gonçalves
(VER ENDEREÇO)
26 de Agosto 2014 (terça)
20h